Páginas

UM DIA...QUEM SABE?

Um dia, quem sabe,
possamos nos conscientizar de que é possível

estarmos no lugar certo, no momento apropriado.

Um dia, quem sabe,

possamos expulsar do peito
a angústia que nos torna tão amargos

Um dia, quem sabe,
possamos olhar para o mundo e compreender
o verdadeiro sentido da vida, consolidando
o amadurecimento da nossa alma.

Um dia, quem sabe,
a despeito do nosso próprio egoísmo,
possamos entender que não é justo,
tentar fazer alguém realizar todos os nossos desejos.

Um dia, quem sabe,
possamos aprender a viver um dia de cada vez,
substituindo, com sabedoria, a emoção pela razão
e assim, cometermos menos erros.

Um dia, quem sabe,
não mais preencheremos grande parte do nosso tempo
tentando ir do nada para lugar nenhum
em busca de coisas que podem até alegrar-nos
mas nada acrescentará à nossa convivência com DEUS.

Um dia, quem sabe,
deixaremos de nos preocupar com as incertezas do futuro
e nos libertaremos das amarras do passado
vivendo o presente em toda sua plenitude
porque o momento presente é a realidade da vida
e é nele que moldamos o caminho para a eternidade

E, quem sabe, um dia
a nossa mente estará em perfeita sintonia
com as emoções do nosso coração
e com a maturidade da nossa alma,
fazendo refletir no espelho da nossa existência
a certeza de que finalmente aprendemos a viver.

P0116.2007.06

Copyright © 2007 by Magno R Almeida